quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

A Crise

Massenet Meditation (from Thais) - Nathan Milstein

8 comentários:

Anónimo disse...

Isto quase parece fotografia preparada. É o não ser e o sequestro que pode fazer-se da imagem o que ela tem de mais perturbado(r).
Rui Correia

Anónimo disse...

É claramente um sentido proibido ao crédito. Sob pena de perseguições da GNR, e acabar dependente de muletas para ir vivendo... Abraço!
Jaime Martins

Anónimo disse...

Eu diria que para quem nos tempos actuais precisa de crédito...pode esperar sentado! Melhor será socorrer-se de outros apoios...
Luís Manuel Ferreira Cunha

Anónimo disse...

Excelente fotografia!!!
João Edgar

Anónimo disse...

Dependente de muletas que nem sequer são iguais porque a crise é grande e teve que aceitar o que havia. Não há crédito, fecharam-se as portas. As mãos apertam-se em desespero... Está tudo cinzento! Grande foto, como sempre!
Maria Virgínia Machado

Anónimo disse...

Um País que é forte para os fracos e fraco para os fortes.
Luísa Barbosa

VT disse...

Obrigado a todos quantos comentaram.
De facto a foto a preto e branco sublinha mais eficazmente "o social". Neste caso os sinais apontam em conjunto para um simbolismo com epicentro na "Crise". O sinal de proibido e a palavra crédito e o homem preocupado que pode simbolizar o Zé Povinho desanimado (desistente?) com a situação.
VT

CTGut disse...

Great post! Check out my blog at http://ctgutblog.blogspot.com/
Please click a couple of times, I'm trying to win a competition to meet my idol.