sexta-feira, 30 de março de 2012

Shadows on the wall

O sol estende sombras pela cal da parede como quem estende oásis no caminho de calor na praia diária. Apetece estar dentro do fresco desta sombra perfumada - e tocar-te como se fosses a sombra das árvores da adolescência. O retrato da parede sabe-me a fruta madura e ao canto das cigarras enquanto beijo as asas dos pássaros.

7 comentários:

Φανή Παπ., Ζωγράφος disse...

Very very beautiful!!!

Anónimo disse...

Bonita composição com as sombras das glicínias, embelezando o muro envelhecido.
Ernestina Santos

Anónimo disse...

Muito bonito,Vasco!
Ana Maria Cordeiro

Anónimo disse...

Mesmo em muros frios e desertos onde as sombras de Inverno enfeitam ramos de flores secas, existem aquelas resistentes que teimam em sobreviver desafiando as intempéries do tempo e da lógica, pontilhando cores e aromas...como quem diz:..."olhem para mim, ainda aqui estou!"
Anita Martins

Anónimo disse...

... em breve todos estes finos "esqueletos" formarão um suave maciço de cachos tambem eles maciços de "bagas" alilasadas/brancas/rosas/azuladas - pendentes cobrirão parte de muros ramadas/pergulas e beirais com sua floração magnifica, libertarão um delicioso perfume, intenso, inconfundivel ...

Gosto do toque "bucólico"/"romântico" e da "embriaguez" dos sentidos - da transformação que operam nos "espaços" por onde passam e/ tocam ...
( de salientar a elevada e completa toxicidade de todas as partes desta planta - tronco/folhagem/bagas/sementes - planta de grande longevidade ... )
Abraço
AC

A Luz a Sombra disse...

Bela fotografia e belas sombras... no tempo das Glicínias!
Maria

Virgínia Machado disse...

No meu refúgio as Glicínias cobrem o alpendre e fazem uma sombra de perfume intenso. Ali recupero forças para as adversidades da vida talvez por ser a planta mais resistente que conheço...
Gosto da fotos e das sombras. Em breve será outro o cenário.