segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Winter trees

Solitude - Billie Holiday

4 comentários:

JJ disse...

Este conjunto imagem/música é um excelente retrato de uma certa visão da solidão, até pela qualidades de ambos os componentes.
Mas há também na solidão um elemento de libertação, de auto-conhecimento, de "instrumento" para analisarmos o mundo e as pessoas que nos rodeiam que não é assim tão negativo...

Anónimo disse...

Poema das árvores

As árvores crescem sós. E a sós florescem.

Começam por ser nada. Pouco a pouco
se levantam do chão, se alteiam palmo a palmo.
Crescendo deitam ramos, e os ramos outros ramos,
e deles nascem folhas, e as folhas multiplicam-se.
Depois, por entre as folhas, vão-se esboçando as flores,
e então crescem as flores, e as flores produzem frutos,
e os frutos dão sementes,
e as sementes preparam novas árvores.

E tudo sempre a sós, a sós consigo mesmas.
Sem verem, sem ouvirem, sem falarem
Sós.
De dia e de noite.
Sempre sós.

Os animais são outra coisa.
Contactam-se, penetram-se, trespassam-se,
fazem amor e ódio, e vão à vida
como se nada fosse.

As árvores, não.
Solitárias, as árvores,
exauram terra e sol silenciosamente.
Não pensam, não suspiram, não se queixam.
Estendem os braços como se implorassem;
com o vento soltam ais como se suspirassem;
e gemem, mas a queixa não é sua.

Sós, sempre sós.
Nas planícies, nos montes, nas florestas,
a crescer e a florir sem consciência.

Virtude vegetal viver a sós
e entretanto dar flores.

António Gedeão, Novos Poemas Póstumos

Magnífica Foto, muito bem acompanhada pela excelente música, como habitualmente.

FC

Eva Gonçalves disse...

A solidão do tema musical, eu associo a uma caminhada solitária, introspectiva por entre as arvores, e não às próprias :) Maybe it's just me...

VT disse...

Belissima poesia do A. Gedeão que FC nos traz. JJ tem razão... o isolamento e o silêncio podem proporcionar momentos importantes (e belos) de reflexão ou de meditação. Podem tornar-se ocasiões para aperfeiçoamento. O simbolismo das àrvores e o tema musical articulam-se proporcionando um interpretação diversas consoante cada pessoa. Podemos interpretar o tema como a Eva (ou de outro modo). As caminhadas solitárias são aliás muito saudáveis.
Bem hajam
VT