sexta-feira, 22 de julho de 2011

Como hoje

Todos os dias
No mesmo local
No mesmo instante
Sentado na luz
Do fim da tarde
Vejo o meu peito
Partir e voar
Incandescente
Doido como o vento
Pelos campos selvagens
Em busca do teu olhar no meu olhar

Todos os dias
Como hoje
Aguardo que o seu regresso
Te traga despida
A preto e branco
Correndo
Dentro das cores
Do meu jardim deserto

Behrouz Panahi - Owje Asemen (Como hoje)

4 comentários:

Maria.N. P. A. disse...

Te traga despida
A preto e branco
Correndo
Dentro das cores
Do meu jardim deserto
...!


Poema, fotografia, música..., que trio...!

Que alma de poeta VT!

manuela disse...

Como sempre MARAVILHOSO e de uma sensibilidade rara! Obrigada por partilhar connosco estas pérolas. Namasté

Anónimo disse...

O mais lindo ramo, para a mais Bela "Lua" cheia de encanto, ao som de violinos,(...).
Post romântico, de uma beleza simples, onde naturalmente os olhares se encontram,...!!!
Abraço
AC

VT disse...

Obrigado Maria, Manuela e AC pela poesia, sensibilidade e simpatia.
Bem hajam
VT