quarta-feira, 24 de março de 2010

O Lago

No quarto inundado de pétalas secas
As folhas caiem sobre a minha cama
Como num lago de que faço parte
Apetece-me desenhar os teus seios
Os mamilos a emergirem da água

And I love her - Beatles

6 comentários:

Anónimo disse...

Lindo!
A NATUREZA é assim,
"...and i love her...".
AC

Anónimo disse...

O que emerge de toda a natureza é sublime e digno de louvor!
Lindo.

Bem haja por toda esta beleza que nos preenche o dia e...a noite.

Evenif

Maria, Simplesmente disse...

Lindo, VT!
Maria

António disse...

Fantástica!!!!!!!!

Qualquer comentário é supérfluo. Basta saborear silenciosamente.

Alves Dias

Anónimo disse...

Pergunta-me

Pergunta-me
se ainda és o meu fogo
se acendes ainda
o minuto de cinza
se despertas
a ave magoada
que se queda
na árvore do meu sangue

Pergunta-me
se o vento não traz nada
se o vento tudo arrasta
se na quietude do lago
repousaram a fúria
e o tropel de mil cavalos

Pergunta-me
se te voltei a encontrar
de todas as vezes que me detive
junto das pontes enevoadas
e se eras tu
quem eu via
na infinita dispersão do meu ser
se eras tu
que reunias pedaços do meu poema
reconstruindo
a folha rasgada
na minha mão descrente

Qualquer coisa
pergunta-me qualquer coisa
uma tolice
um mistério indecifrável
simplesmente
para que eu saiba
que queres ainda saber
para que mesmo sem te responder
saibas o que te quero dizer.

Mia Couto

Maravilhoso Post VT. Mais uma vez, parabéns !

Abraço

MFM

VT disse...

Fantásticos os Vossos comentários.
Fico muito sensibilizado e satisfeito por ter despertado tanto "sentir".
Bem hajam
VT