quarta-feira, 23 de março de 2011

O Penedo Furado (Um monumento geológico em risco)

Foi difícil conseguir um enquadramento em que o Penedo não surgisse "contaminado" por estruturas "civilizacionais" vizinhas Quando começamos a recuar alguns centímetros surge logo um "presente" da Câmara Municipal completamente desajustado à dignidade deste monumento geológico.
Finalmente uma panorâmica mais abrangente mostra o estado deplorável desta singularidade geológica
- asfixiada por diversas estruturas envolventes.
.

O Penedo Furado junto à margem nordeste da Lagoa de Óbidos (na Foz do Arelho) é considerado, pelos especialistas, um monumento geológico e caso único a nível mundial. É um testemunho muito importante de uma história geológica com milhões de anos - desde a sua formação no Período Jurássico até à sua modelação (mais recente). Transporta (ainda) em si informação geológica sobre um período temporal anterior ao terreno que o rodeia pois foi em tempos banhado pelo mar - acabando por ficar isolado com o recuo das águas por assoreamento. Tem estrutura sedimentar onde se evidenciam estruturas indicativas de paleocorrentes e foi durante séculos respeitada e apreciada, sob os pontos de vista estético e paisagístico, pelas populações que se preocupavam com a sua preservação. Porém desde as últimas décadas do século XX tem vindo a degradar-se, sem que algo se tenha feito para o impedir. Pelo contrário. Mormente permitindo que o Penedo fosse sendo progressivamente asfixiado por habitações que foram construídas em seu redor (uma casa tem o muro a poucos metros do Penedo). Em 2002 a Câmara prometia contratar o LNEC para estudar o seu tratamento através de uma consolidação interior, diminuindo ou atrasando a erosão, bem como a construção de um Centro Interpretativo. Afinal nada foi feito (nem uma simples vedação) e tem-se permitido todo o tipo de agressões - com a Câmara a dar o mau exemplo com fios e postes de electricidade, sinais e caixotes do lixo (como as imagens mostram) “asfixiando” e desrespeitando algo que deveria ser tratado como “monumento” de importância nacional. Será que as gerações vindouras terão oportunidade de um dia contemplarem esta estrutura singular com a dignidade que ela merece?

7 comentários:

Anónimo disse...

Apreciei as fotos e a informação Vasco. Realmente é uma pena e vergonha que a camara nada tenha feito para preservar e respeitar este incrivel testemónio do património nacional.

Libânia

Anónimo disse...

..., o "estado" da "Arte", da "Cultura" e da "Educação", é a meu ver e quase sempre um retrato fiel do "estado" geral de um Povo/Nação...., onde o incremento/preservação (neste caso, a falta destes) são indicadores de um estar doentio/corruptivo/desajustado, que facilmente contagiam o desejado desenvolvimento das reais potencialidades existentes, nas diversas vertentes de uma qualquer sociedade.....
..., a geo"logia" será a linguagem/expressão que para ser audivel exigirá um determinado grau de sensibilidade, (nem sempre presente), das "entidades"/"pessoas", designadas como responssaveis e actuantes nos diferentes dominios de um Saber......, este "penedo", unico a nivel mundial, encerra em si mesmo todo um conjunto de Ciencias (geologia, mineralogia,etc),Historia/evolução da Terra, que por isso deverá ser tratado e respeitado/valorizado, mas que á imagem do País que o "acolhe", é votado ao "esquecimento" e desvalorizado, crescendo em perfeita sintonia com o "buraco" "cavado" pela erosão/corrusão, quando não "cuidado"....., esta foi a primeira imagem (metaforica) que visualizei, fazendo uso das minhas "proteinas de memória"...., ( como que assistimos tranquilamente a um "deixar correr"/"deixar passar", "laissez faire, laissez passer, numa atitude permissiva, caracteristica de "irresponsabilidade/desrespeito/inacção",...).

..., é urgente a mudança de valores/atitudes face ao que de mais "rico" ainda resiste apesar de todos os "maus" tratos recebidos,(...).
Parabens Heavenly pelo caracter interventivo presente, pelo alerta lançado e pelas multiplas reflexões que mormente suscita, não por acaso...., afinal existem "Tesouros" nesta "arca de noé" (que parece afundar-se claramente). Fotos de grande valor Historico, com maior agrado pela primeira, simplesmente por estar "liberta" de "produtos tóxicos" - as restantes , sem questionar a qualidade, transmitem-me uma sensação de "asfixia"...., curiosamente ou não...., (as "promessas de - ar", com falhas de execução).
Abraço
AC

Tina disse...

Uma reportagem cuja mais-valia é sobremaneira importante para a relevância de monumentos da envergadura do Penedo Furado já que, conforme referido no texto, a sua origem tem raízes no período paleolítico. É inconcebível que a Cultura em Portugal seja sempre tão descurada, mesmo quando se trata de património de interesse mundial, quando na vizinha Espanha (já para não falar de outros países como a Itália, França, Reino Unido e por aí fora) é um dos sectores onde mais se investe. Preservar é dignificar o património de uma nação e é pena que Portugal continue mostrando a pior feição da sua História milenar.
A melodia, tão pungente, acentua drasticamente a verificação do estado de abandono do Penedo e da invasão urbana na sua proximidade, que mais contribui para as agressões de que é vítima.
Agradeço as informações que paciente e sucintamente nos transmitiste e espero que neste país ainda hajam responsáveis, a nível da administração local e central, que despertem para a urgência de uma intervenção que garanta a sobrevivência do Penedo.
Bem hajas, Vasco, pelo aturada investigação e pelo belíssimo trabalho fotográfico que partilhaste connosco. O jogo a preto e branco acentua a beleza e imponência do monumento e, ao mesmo tempo, o triste estado de abandono a que o votaram.

A Luz A Sombra disse...

VT:
É por todo o lado e a todos os níveis a falta de respeito por aquilo que temos e vamos perdendo!
Estamos transformados num caos, que já é aceite como "grande mudança".
Uma coisa é evoluir, outra respeitar a arte, a cultura, a educação que sem respeito não se mantém viva.
São poucos os que já reagem e muitos os que deixam andar...!
Dentro de pouco tempo seremos um povo sem identidade!
Boa semana
A Luz A Sombra

Hugo de Macedo disse...

É mais uma das vergonhas desta autarquia. à semelhança do Teatro Pinheiro Chagas, apenas a título de exemplo, o melhor é esperar que caia e pronto...ou então deitar-se abaixo.
Cultura, nesta cidade, são tasquinhas, copos, comes e bebes. Tristeza.

VT disse...

Obrigado Libânia, AC, Tina, A Luz A Sombra e Hugo de Macedo pela solidariedade e por continuarem "acordados" e sensíveis à defesa e preservação do noso património.
Bem hajam
VT

Anónimo disse...

https://youtu.be/egJhUpQGUwY