sábado, 15 de maio de 2010

A Gárgula

Igreja de N. Sra do Pópulo – Hospital Termal das Caldas da Rainha .

Entregue a si própria a gárgula protectora do templo gargareja segredos antigos no silêncio da cal. Linguagem esquecida que parece já ninguém conseguir entender.
-

Magnificat - Arvo Part 

7 comentários:

alice atras do espelho disse...

Provavelmente um dos meus post preferidos...boa foto, boa musica e um exelente ambiente.

Bjs do outro lado

ruimnm disse...

Gosto muito do ambiente criado por esta imagem.
Parabéns.

Anónimo disse...

A Gárgula, parece-me ser uma figura femnina, que aqui se encontra meia escondida, mas que apesar disso contribui de forma decisiva para o ambiente aqui criado. Tendo em conta alguma História, ela terá sido mandada construir (conjuntamente com o templo) entre meados do séc. XV/inicio do séc. XVI, pela Rainha D. Leonor, templo primeiramente considerado capela do Hospital Termal, passando posteriormente a Igreja Matriz das Caldas da Rainha. É pena que um País com tanta História e um importantissimo Espólio Artistico/ Monumental, seja deixado ao abandono/esquecimento, completamente desprotegido...., o Passado, apesar de passado, faz parte da Identidade ( individual e/ou colectiva )..., Quem Somos, onde Estamos e para onde Vamos,...?

Um dos Indicadores de "Educação" e "Cultura" de um Povo é-nos dada em grande parte, pela forma como trata, como preserva o que é a sua História, ..........

Este post, é profundo pela imagem que apresenta, e pela transcendência da mesma, ajudado é claro por este Belo Canto Gregoriano, inspirador de uma Paz e Espiritualidade,Sublimes ( Sentimentos Elevados ).
Por tudo "Isto" HEAVENLY, será uma nova expressão de Arte Contemporânea.
Abraço
AC

Anónimo disse...

Em 26/09/2009 o Autor de Heavenly no post - “A árvore e o Espírito de Lugar”, referia-nos o seguinte:

“(...)Aquele princípio que se tem transmitido, desde os antigos Provedores até à actualidade, em que a manutenção da unicidade física e funcional de todo o actual Património Termal das Caldas da Rainha é uma herança a preservar – é afinal uma mais-valia fundamental para a estratégia termal e concelhia. Assim os Caldenses o compreendam.”...

O que me levou a produzir o seguinte comentário:

“Que dizer ao Autor ? Que partilho das suas preocupações com o Património Termal e do seu Sentido Cívico. Que sei, como ao longo de décadas este Património se lhe impregnou na pele e no coração, seguramente eternizado. Que a preocupação deu lugar à Dor…
Que ao longo das últimas décadas andaram de mãos dadas a História, a Arte, a Cultura, o Ensino, a Investigação e a Ciência, a Saúde e o Bem Estar dos Cidadãos.
Ainda que a linha do horizonte pareça cometer a afronta de nada nos dizer sobre este Vasto e Secular Património, formulo aqui um desejo: que a cegueira dos homens não quebre a Força desta Corrente de Mãos Dadas e deste Espírito de Lugar.”

De facto, o impressionante e inadmissível de “Tudo Isto” é que volvidos 8 meses, reedite o comentário no presente post e a mensagem contida no anterior, não tenha perdido a actualidade...
Excelente Foto, Música Sublime, Mensagem Profunda do ponto de Vista Cívico e Afectivo também...
A Esperança, Essa, manter-se-á...

FC

Mª Angeles y Jose disse...

Un rincon muy bello con un procesado muy bonito..

Muy buena captura.

Besos

ER disse...

I just found your blog. I really enjoy your photographic style. I look forward to following your work. :) Lizzy

VT disse...

Agradecendo a amabilidade de todos os comentários não posso deixar de confirmar as palavras certeiras de FC. Se todos os Caldenses fossem mais interventivos provavelmente não teriam existirido estes 15 anos de indecisão por parte do Ministério da Saúde sobre o futuro do Património Termal das Caldas da Rainha que é um bem Nacional e a ser adequadamente relançado poderia trazer mais industrias de lazer e turismo (com criação de mais emprego) associadas às Termas diversificando e desenvolvendo a base económica. Afinal não é isso que o País precisa?
Bem hajam
VT