segunda-feira, 31 de maio de 2010

Broken Tree

Tronco despido Coração partido
Pelo uivo do vento
Longa viagem solitária
Sabor de marés inverosímeis
Repousa agora na margem
Tranquila
Ave fantástica
Momento
Liso e branco
Deito-me ao lado do seu silêncio
Inclinando os ramos
Respira comigo
Rente à areia
 
How can you mend a broken heart – Al Green

6 comentários:

Submarino Amarelo disse...

Al Green é dono de uma voz com uma irresistível capacidade de sedução. É isso que torna possível "pegar" numa relativamente medíocre canção dos Bee Gees e torná-la num slow clássico, que auxiliou certamente muitos dançarinos com poucas qualidades...

Como disse, irresistível.

Pena que a carreira de Soul singer de Green tenha sido interrompida pelo chamamento de Deus, com a consequente actividade como Pastor e alguns pobres discos de Gospel.

Interessante é o episódio da "conversão" de Green, impenitente pecador (todas as modalidades) até 1974, altura em que gravou "Let's Get Married". A sua namorada da altura, Mary Woodson White, levou demasiado a sério a canção e, perante a recusa de Green em casar-se mesmo, suicidou-se. O cantor considerou o acontecimento não uma benção mas um chamamento de Deus...

Maria, Simplesmente disse...

O que nos poderia contar este tronco VT?
Um sentimento de dor nos chega através da fotografia... poema e música!
Como eu gosto VT...!
Maria

Anónimo disse...

Para "emendar" /"melhorar" /"concertar", se calhar só mesmo "um Presente" que ligue "um Passado" a "um Futuro", numa espécie de operação de "estética", com uma técnica que poderá passar por uma "enxertia", ou por uma "reciclagem" ( esta ultima mais directamente relacionada com a imagem da foto ).

Uma musica/slow, lindissima(o), cujo efeito poderá ser "bi-polar"; o de "partir" e/ou "unir" corações, :)...
Noto que cada vez mais, os instantes/momentos, são/estão, melhorados, pelos "enxertos" musicais escolhidos, numa simbiose quase perfeita ( digo quase, porque a perfeição é um estado que se procura...), plena de qualidade e de sentimentos. A "acuidade", visual/fotografica, essa, nunca esteve em questão, mas cada vez mais está mais "realçada"....ajudada tambem pelo crescente poético, muito particular...., desperto.
Abraço
AC

Magico tiempo que nacio en abril... disse...

Me gusta mucho esta foto =)

Submarino Amarelo disse...

Al Green é dono de uma voz com uma irresistível capacidade de sedução. É isso que torna possível "pegar" numa relativamente medíocre canção dos Bee Gees e torná-la num slow clássico, que auxiliou certamente muitos dançarinos com poucas qualidades...

Como disse, irresistível.

Pena que a carreira de Soul singer de Green tenha sido interrompida pelo chamamento de Deus, com a consequente actividade como Pastor e alguns pobres discos de Gospel.

Interessante é o episódio da "conversão" de Green, impenitente pecador (todas as modalidades) até 1974, altura em que gravou "Let's Get Married". A sua namorada da altura, Mary Woodson White, levou demasiado a sério a canção e, perante a recusa de Green em casar-se mesmo, suicidou-se. O cantor considerou o acontecimento não uma benção mas um chamamento de Deus...

VT disse...

Para além de dar as melhores Boas Vindas a Magico Tiempo (muchas gracias por tu presencia) e desejar contar com as suas visitas e comentários no futuro, agradeço mais um contributo do Submarino que tem sempre complementado sempre de forma enriquecedora os nossos posts - bem como as palavras supersimpáticas de AC e de Maria Simplesmente...
Bem hajam
VT