quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

About clouds X


Hovern Engan - Levon Minassian Y Armand Amar 

6 comentários:

Tina disse...

As nuvens fazem parte intrínseca das minhas origens, na minha terra natal onde sempre foram sinal de esperança. Ainda hoje fico fascinada com as formas que assumem e abstraio-me adivinhando que figuras representam.
A foto está celestial! Acho fascinante a progressão do cambiante das nuvens em primeiro plano, do escuro e acastanhado dourado ao branco-neve, progredindo depois para o profundo azul do céu, como uma promessa num mistério que não sabemos explicar mas de cuja sedução não conseguimos subtrair-mo-nos.
Uma imagem que me sugere outro mundo, de leve tranquilidade de espírito e muita paz no coração. A melodia pungente, mas bela, mais não faz que acentuar-me a vertigem de sensações, enquanto os meus olhos mergulham maravilhados neste mundo etéreo.
Parabéns, Vasco, por mais esta belíssima composição!

Isabel X disse...

Meu Deus, há nuvens assim?

Ainda bem que as imagens podem ser captadas fotograficamente!

Se assim não fosse nem acreditava!

A vida tem muitos modos de ser descoberta...

- Isabel X -

N. P. A. disse...

As nuvens fascinam-me!
Talvez porque eu ande sempre no meio delas...!
Ahahahah!

Anónimo disse...

Maybe Clouds Have Feelings

The evening starts out quiet
As quiet as ever could be
But suddenly a stormy night
Becomes a reality
The clouds dump out tons of rain
And it falls so very fast
Then suddenly its clear again
And you see the moon at last.

There´s so much mystery about the sky
About its ever changing moods
But most people don´t realize
Maybe clouds have feelings, too.

When they´re sad, they cry,
And it falls on us as rain
When they´re happy, they´re white
And the tears stay away.

So next time you look outside
And the sky is no longer blue
Don´t get mad, just understand
Maybe clouds have feelings, too.

By Kandi

Expressiva Foto, que nos persuade a direccionar o Olhar para o Céu, transportados pela Sublime Melodia… que nos Eleva, para além das nuvens…
Efeito Sensorial Perfeito. Congratulations !

FC

Anónimo disse...

....não me canço de ver, ouvir e sentir esta preliminar "transcendência".
Talvez tivesse sido uma nuvem muito escura, até mesmo negra,..., talvez uma leve nuvem cinzenta,..., talvez até nuvem branca,..., ou talvez até nada...., mas parece-me uma natural transformação, feita por essa Luz Intensa ( "SOL" ), transformando um cinzento chumbo em ouro leve......, são os MILAGRES, sempre inéditos da Mãe Criação.......

"...A Arte é uma mentira que nos permite ver a verdade", (Pablo Picasso) - Porque teria Ele dito disto?
Gosto particularmente das formas que estas nuvens douradas assumem neste espaço, uma especie de figuras (meias figuras em perfil) que se alongam e arrastam......, possivelmente com outras transformações...
Abraço
AC

VT disse...

Obrigado Tina pela belissima descrição da imagem e pela simpatia manifestada.
Obrigado Isabel X. De facto todos podemos encontrar nuvens com formas e com luminosidade muito curiosas se estivermos mais atentos ao céu e isolarmos - no enquadramento do nosso olhar - pequenos pedaços do firmamento. No fundo recuperamos o hábito - da infância e adolescência - de observar as nuvens com mais atenção.
Obrigado N.P.A.. Ainda bem que pertence ao grupo dos "Nefelibatas" (não esquecendo os pés bem assentes no chão).
Obrigado FC pelo lindissimo poema que nos traz e pelo generoso (e muito bem escrito) comentário.
Obrigado AC. Picasso tem toda a razão. Até porque a Verdade que nos rodeia é uma Mentira que a Arte pode ajudar a decifrar. Na foto é essencial a iluminação - responsável pelo efeito surpreendente que este humilde fotógrafo teve a felicidade de registar. Por vezes fica-me a sensação que tenho afinal muita sorte em deparar com o extraordinário - no sítio e momento certos.
Bem hajam
VT