quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Reflexos II

Reflections – The Marmalade

6 comentários:

Anónimo disse...

"A FINALIDADE DA ARTE É ELEVAR".
Ideias Estéticas-da Arte

Imagem maravilhosa que deslumbra.
Som deslumbrante que maravilha.
RP

Submarino Amarelo disse...

Os Marmalade são bem o reflexo da "maldição do pecado original" que se abate sobre tantas pessoas, causas e organizações.
Uma das mais promissoras e ecléticas bandas dos anos 60, gravaram vários singles interessantes (ao estilo dos Beatles), o mais conhecido dos quais é "Lovin' Things".
Em busca de um êxito comercial que não aparecia, o produtor consegue que eles gravem "Ob-La-Di, Ob-La-Da." . Os Marmalade nem sabiam que a canção era de Lennon/McCartney, porque a gravaram antes da edição do White Album dos Beatles.
O colossal êxito da versão (nº 1 em todo o mundo) colou-lhes um rótulo de "pop ligeiro" que os impediu de serem encarados como a banda Rock de músicos competentes que realmente eram. Um sucesso fatal...
Reflections Of My Life é um exemplo da enorme qualidade dos Marmalade quando tocavam as suas composições, mas eles serão sempre lembrados como os intérpretes de "Ob-La-Di, Ob-La-Da.", o seu "pecado original"...

Submarino Amarelo disse...

A fotografia é excelente, como sempre, lembrando estes "reflexos" um quadro impressionista.
Mas isso eu já nem comento.

Anónimo disse...

As frondosas árvores vergaram as copas e as flores ajoelharam... para beijar a água.
MV

Anónimo disse...

Gostei muito deste poema para acompanhar este post...Um Hino à Natureza:

Correspondências

A natureza é um templo augusto, singular,
Que a gente ouve exprimir em língua misteriosa; ... Ler mais
Um bosque simbolista onde a árvore frondosa
Vê passar os mortais, e segue-os com o olhar.

Como distintos sons que ao longe vão perder-se,
Formando uma só voz, de uma rara unidade,
Tem vasta como a noite a claridade,
Sons, perfumes e cor logram corresponder-se

Há perfumes subtis de carnes virginais,
Doces como o oboé, verdes como o alecrim,
E outros, de corrupção, ricos e triunfais

Como o âmbar e o musgo, o incenso e o benjoim,
Entoando o louvor dos arroubos ideais,
Com a larga expansão das notas d'um clarim.

FC

Charles Baudelaire, in "As Flores do Mal"

VT disse...

Fico muito satisfeito de ver este Blog, apenas com cerca de 3 meses de existência ter tantos e óptimos comentários como são prova os colocados a propósito deste post. São comentários que completam o post fazendo afinal "a várias mãos" o dia a dia de "Heavenly"
Bem hajam
VT