sexta-feira, 2 de abril de 2010

Folha de Plátano


California Dreaming (All the leaves are brown) – Mamas and Papas

As folhas dos plátanos desprendem-se e lançam-se
na aventura do espaço,
e os olhos de uma pobre criatura
comovidos as seguem.
São belas as folhas dos plátanos
quando caem, nas tardes de Novembro,
contra o fundo de um céu desgrenhado e sangrento.
Ondulam como os braços da preguiça
no indolente bocejo.
Sobem e descem, baloiçam-se e repousam,
traçam erres e esses, ciclóides e volutas,
no espaço escrevem com o pecíolo breve,
numa caligrafia requintada,
o nome que se pensa,
e seguem e regressam,
dedilhando em compassos sonolentos
a música outonal do entardecer.
.
São belas as folhas dos plátanos espalhadas no chão.
Eram verdes e lisas no apogeu
da sua juventude em clorofila,
mas agora, no outono de si mesmas,
o velho citoplasma, queimado e exausto pela luz do Sol,
deixou-se trespassar por afiados ácidos.
A verde clorofila, perdido o seu magnésio,
vestiu-se de burel,
de um tom que não é cor,
nem se sabe dizer que nome tenha,
a não ser o seu próprio,
folha seca de plátano.
A secura do Sol causticou-a de rugas,
um castanho mais denso acentuou-lhe os nervos,
e esta real e pobre criatura,
vendo o Sol coberto de folhas outonais
medita no malogro das coisas que a rodeiam:
dá-lhes o tom a ausência de magnésio;
os olhos, a beleza.
.
(António Gedeão, Poemas Póstumos)

8 comentários:

Anónimo disse...

Sentir, Sentir, Sentir
Qualquer que seja o dia, qualquer que seja a estação do ano, ou qualquer que seja a "estação das nossas vidas", há sempre "uma Luz", que dá Vida e nos "impulsiona" (pelo sonho) para continuarmos "a viagem", basta que simplesmente sejamos sensiveis a "Ela"....Se existisse a "Perfeição", ela estaria por aqui.......,numa conjugaçaõ "perfeita" entre imagem, poesia e musica (anos 60/66, com uma letra espantosamente linda).

"Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida
Que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança"

António Gedeão "Pedra Filososal"
(a minha singela Homenagem)

Cientista (Fisico) que aliou Ciencia a Sensibilidade pela Natureza e seus fenómenos, dando quase sempre um colorido especial, dando vida ( mesmo á natureza "morta") á vida que sentia de várias formas......, isto é possivel pela imaginação fértil e pelo deixar acontecer naturalmente - "Criar"....
Amar a Natureza é Amar a Vida, é ter Entusiasmo e partilha-lo.
Parabens pelo post, por tudo "isto", uma estranha coicidência ! , ou não !!!
Tudo tem Sentido e tudo faz Sentido...quando existe Sensibilidade/Sentimento.
Abraço
AC

Mª Angeles y Jose disse...

La foto tiene una bonita luz y un color muy sorprendente.

Besos

Maria, Simplesmente disse...

O platano e o fim da sua vida... o Outono e a tristeza!
Gosto das folhas de plátano tal como elas são, não gosto de as ver espalmadas entre as folhas de livros antigos.
Fosto de as ver moldadas pelo tempo, naturais, fazendo parte da natureza a quem pertencem.
Agora os rebentos voltaram... renascem...
Uma Páascoa feliz, para si VT e para os seus.
Maria

Anónimo disse...

No meu desejo

Tem dó de quem não dorme,
de quem passa a noite à espera
que desperte o silêncio.
O vento devia cantar nos plátanos
com a Lua Nova, ser mais uma folha
feliz nos ombros do Outono.
Mas o vento parecia ter endoidecido:
de leste a oeste varria
a rua, varria a noite: o vento
alegremente
varria o mundo ― em turbilhão arrastava o lixo mil vezes imundo.
E o sono chegava.

Eugénio de Andrade, in O Sal da Língua

Mais uma excelente foto VT, de belas tonalidades, sabiamente iluminada e enquadrada em fundo negro, parecendo suspensa mas, em simultâneo, segura e determinada, como que a sussurrar-nos, que qualquer “estação” da nossa Vida pode resultar num “apiadeiro” Feliz… bastando que nos empenhemos nesse propósito.

Um Abraço

MFM

VT disse...

Parabéns a todos pelos Vossos comentários. Sábios sobre o ponto de vista técnico/estético quer pela festa dos sentidos que produzem - em sinergia com o post.
Reparem que o solo ficou repleto de sementes de plátano.
Bem hajam
VT

luisa - fotografia disse...

São belas na realidade ,mais uma vez não resisti ao comentário perante tanta beleza.

Feliz Páscoa.

VT disse...

Muito obrigado Luísa. Temos sentido a falta dos seus comentários que são sempre muito apreciados. "venha daí" mais vezes.
Bem haja
VT

VT disse...

Ainda respondendo a questões técnicas...: A cor acobreada é obtida porque a folha está molhada. A luz é a do dia e rasante iluminando só de um dos lados.
VT