quarta-feira, 15 de julho de 2009

Passos

Vestígios de degraus. Escondidos numa antiga quinta abandonada. Passos passados de quem se perdeu e de quem se encontrou. Passos de quem aqui amou, de quem construiu, de quem partiu. Os sorrisos e o desejo esbateram-se como fumo de cigarro e ao fim do dia só o eco de passos clandestinos, pegadas e sombras.
VT

Love is like cigarette - Caroline Henderson

5 comentários:

João Ramos Franco disse...

Passos de quem aqui brincou. Os Tarzans da Quinta da Boneca, eu, o Zé Carlos Nogueira, pertencíamos a esse grupo de jovens que tentavam imitar o Johnny Weissmüller, nesse lugar. Uma das histórias que ainda está por contar, no meu blog…
Um abraço do amigo
João Ramos Franco

Anónimo disse...

Ausência

Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência, essa ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim.

Carlos Drummond de Andrade

MV

Isabel disse...

..passos de quem aqui aprendeu uma das primeiras Liçoes de Vida e que muito frequentemente me vem á memória..depois de passar todo a tarde a aquecer com o meu respirar um passarito que estava quase sem vida á beira d'agua, entre as mãos, vi-o levantar voo e voltar ao seu habitat. Fiquei perplexa que o consegui salvar..que ele se foi embora ..e que liberdade é assunto muito sério!
Bjs

VT disse...

Sitío "mitico" nas Caldas juntamente com o beco do Cupido. A ele voltarei brevemente. Conto com as vossas observações sempre oportunas.

Anónimo disse...

Quinta da Boneca! Prazer em conhecer...!, com todo um passado cheio de histórias "intenssas" de amores e paixões, transformadas em "memórias" que ficarão registadas, por Quem de direito...tenho certeza.
Hoje, "abandonada",toda a natureza se organizou para nos continuar a brindar com estes espaços maravilhosos, especialmente "captados". Esperemos que mesmo assim, continue a ser preservada e acarinhada e que muitos mais possam ainda senti-la como è, BONECA..., porque lhe teriam dado este nome? Gosto particularmente dos degraus...onde imagino ter sido ponto de encontro de muitas "brincadeiras".È bom não esquecermos que é a brincar, que aprendemos e desenvolvemos muitos dos nossos afectos.....
Parabens por Tudo isto.
AC